Concurso INSS

Concurso IBGE

Concurso FAB

Concurso IBAMA

Concurso MAPA

CORREIOS

Concurso PRF

Buscar

Apostila concurso Assembleia-GO (AlGO) Assistente Administrativo

3 de novembro de 2016

Apostila Assembleia-GO Assistente Administrativo (AlGO)
A Assembleia Legislativa do Estado de Goiás publicou três editais (nº 1, 2 e 3/2018) referentes ao preenchimento de 80 vagas para profissionais de nível médio, técnico e superior, além da composição de cadastro de reserva. O concurso ALEGO será realizado pelo pelo Instituto Americano de Desenvolvimento - IADES.
Vagas

Em disputa estão 80 vagas, sendo 42 para Analista Legislativo (cargos de nível superior), 36 para Assistente Legislativo (cargos de nível médio e técnico) e duas para Procurador de 2ª Classe. As vagas serão distribuídas entre as seguintes áreas:
Cargos de nível médio e técnico: Policial Legislativo, Técnico em Enfermagem do Trabalho, Técnico em Segurança do Trabalho e Tradutor-Intérprete de Libras;

Cargos de nível superior: Arquiteto, Arquivologista, Assistente Social, Cirurgião-Dentista, Comunicador Social, Contador, Enfermeiro do Trabalho, Engenheiro Civil, Engenheiro do Trabalho, Engenheiro Eletricista, Fisioterapeuta, Médico Cardiologista, Médico Clínico, Médico do Trabalho, Médico Ginecologista, Médico Ortopedista, Médico Psiquiatra, Psicólogo Organizacional, Revisor Ortográfico, Segurança da Informação e Procurador de 2ª Classe.

Os candidatos que forem nomeados, serão contratados sob regime jurídico específico dos servidores da Assembleia Legislativa do Estado de Goiás (ALEGO).

Apostila concurso ALEGO - Assembleia Legislativa do Estado de Goiás 

Analista Legislativo (conteúdo Comum a Todas As Categorias) - Cargos de Nível Médio (comum a Todos) - Policial Legislativo

A remuneração é de R$ 5.789,37 para Assistente Legislativo, de R$ 7.931,53 para Analista Legislativo e de R$ 29.114,95 para Procurador de 2ª Classe.

Requisitos para investidura nos cargos
Ter sido aprovado e classificado no concurso ALEGO 2018;
Apresentar os documentos solicitados para comprovar o pré-requisito para o cargo;
Ser brasileiro nato ou naturalizado;
Ter idade mínima de 18 anos completos;
Estar em dia com as obrigações eleitorais e, se do sexo masculino, militares;
Estar em pleno gozo dos direitos políticos;
Não ter sofrido sanção impeditiva do exercício de cargo/emprego público;
Não ter sido condenado em processo criminal ou por improbidade administrativa.
Inscrições

As inscrições serão realizadas entre às 08 horas do dia 18 de novembro até às 22 horas do dia 27 de dezembro de 2018, apenas via internet, através do endereço eletrônico http://www.iades.com.br.

O valor da taxa de inscrição será de:
R$ 80,00 para Assistente Legislativo;
R$ 100,00 para Analista Legislativo;
R$ 150,00 para Procurador de 2ª Classe.

Poderão solicitar a isenção da taxa de inscrição os candidatos que se enquadrarem em uma das seguintes categorias:
Forem membros de família cuja renda familiar seja inferior a dois salários mínimos, mediante comprovantes de rendimento ou prova de que é beneficiário de programa federal ou estadual de transferência de renda;
For doador de sangue e/ou medula óssea, desde que comprove a condição de doador regular, por, pelo menos, três vezes nos últimos 12 meses antecedentes à publicação do edital.

Provas

O concurso ALEGO será composto pelas seguintes etapas:
Prova objetiva: de caráter eliminatório e classificatório, aplicada a todos os cargos;
Prova discursiva: de caráter eliminatório e classificatório, aplicada a todos os cargos;
Prova prática: de caráter eliminatório e classificatório, aplicada apenas aos cargos de Revisor Ortográfico e Tradutor - Intérprete de Libras;
Teste de aptidão física (TAF) e avaliação psicológica: de caráter eliminatório, aplicados apenas ao cargo de Policial Legislativo;
Prova de títulos: de caráter classificatório, aplicada apenas ao cargo de Procurador.

As provas objetivas e discursivas para Analista Legislativo serão realizadas na data provável de 20 de janeiro de 2019, enquanto que para Assistente Legislativo estas provas ocorrerão na data provável de 27 de janeiro de 2019. O tempo total para realização destas provas será de quatro horas.

Para Procurador a prova objetiva terá duração de cinco horas e será realizada na data provável de 20 de janeiro de 2019. Demais datas programadas para os eventos devem ser conferidas diretamente no respectivo edital e suas atualizações.

A prova objetiva para Assistente Legislativo e Analista Legislativo valerá 50 pontos e serão aprovados os candidatos que obtiverem a nota mínima de 25 pontos, desde que acertarem, no mínimo, 50% das questões de Conhecimentos Específicos e que não zerem as questões de Língua Portuguesa.

A prova objetiva para Procurador valerá 100 pontos e serão aprovados os candidatos que obtiverem a nota mínima de 50 pontos, desde que não zerem as questões de Língua Portuguesa e que acertem, no mínimo, 40% das questões para cada disciplina do Grupo I.

A prova objetiva será composta pelas seguintes questões:
Assistente Legislativo e Analista Legislativo

○ Grupo I: Língua Portuguesa; Noções de Informática; Realidade Étnica, Social, Histórica, Geográfica, Cultural, Política e Econômica de Goiás;

○ Grupo II: Legislação Administrativa e Conhecimentos Específicos.
Procurador

○ Grupo I: Direito Administrativo, Direito Civil, Direito Constitucional, Direito Financeiro e Tributário, Direito Previdenciário e Direito Processual Civil;

○ Grupo II: Realidade Étnica, Social, Histórica, Geográfica, Cultural, Política e Econômica de Goiás; Legislação Administrativa

A prova discursiva obedecerá aos seguintes critérios:
Assistente Legislativo: valerá 30 pontos e será composta por um texto dissertativo ou descritivo que deverá ter entre 25 e 35 linhas.
Analista Legislativo: a prova valerá 20 pontos para Revisor Ortográfico e 50 pontos para os demais cargos. Os candidatos receberão duas folhas para responder cada uma das questões (questão 1 e questão 2). Cada questão deverá ser respondida com um texto dissertativo ou descritivo, que deverá ter entre 20 e 25 linhas cada;
Procurador: valerá 300 pontos. Esta prova poderá conter uma questão teórica, que deverá ser respondida em, no mínimo, 20 e, no máximo, 30 linhas ou uma peça jurídica, sem limite de linhas.

A prova dissertativa para todos os cargos será avaliada com relação ao tema, argumentação, coesão e coerência e elaboração crítica.

A prova prática será realizada em data a ser divulgada em edital próprio e terá duração de quatro horas, envolvendo as seguintes etapas:
Tradutor e Intérprete de Libras: valerá 30 pontos. Nesta prova o candidato irá assistir um vídeo com áudio gravado em Língua Portuguesa, onde o candidato deverá fazer a tradução simultânea para Libras. Serão aprovados nesta etapa os candidatos que obtiverem a nota mínima de 15 pontos;
Revisor Ortográfico: valerá 30 pontos e vai avaliar o conhecimento do candidato em relação à Língua Portuguesa para correção linguística de textos. Serão aprovados nesta etapa os candidatos que obtiverem a nota mínima de 15 pontos.

O teste de aptidão física (TAF) irá apenas definir se o candidato está apto ou inapto, não havendo pontuação. Esta prova envolverá corrida de 12 minutos para os candidatos de ambos os sexos.

Na avaliação psicológica o candidato também será considerado apenas apto ou inapto. Nesta etapa serão avaliados os seguintes itens do candidato: capacidade de concentração e atenção, capacidade de observação, memória, tipos de raciocínio, bom relacionamento interpessoal, agressividade moderada, ansiedade controlada, controle emocional, proatividade, adaptabilidade, autodisciplina e organização.

A prova de títulos, exclusiva para Procurador, valerá 25 pontos e serão pontuados os seguintes itens:
Exercício do magistério superior, em disciplina da área jurídica: 0,5 ponto por ano completo, até o limite de 5 pontos;
Livros publicados, de autoria individual, na área jurídica: 1 ponto por publicação, até o limite de 3 pontos;
Artigos, pareceres, ensaios e trabalhos jurídicos, de autoria individual: 0,5 ponto por publicação, até o limite de 2 pontos;
Doutorado em Direito: 5 pontos, sendo aceito apenas um título;
Mestrado em Direito: 3 pontos, sendo aceito apenas um título;
Especialização em Direito, com carga horária mínima de 360h/a: 1 ponto, sendo aceito dois títulos;
Aprovação em concurso público para cargo de bacharel em Direito: 1 ponto, até o limite de 5 pontos.

No caso de igualdade de pontuação na classificação final terá preferência o candidato com que:
Tiver idade igual ou superior a 60 anos;
Tiver a maior pontuação na prova prática, quando houver;
Tiver a maior pontuação na prova discursiva;
Tiver a maior pontuação na prova objetiva;
Tiver a idade mais avançada;
Tiver exercido a função de jurado;
Tiver serviço prestado à Justiça Eleitoral.

Validade

O prazo de validade do concurso ALEGO é de dois anos, contado a partir da data de homologação do certame, podendo ser prorrogado uma única vez por igual período.

Edital

Para mais informações sobre o concurso ALEGO consulte os editais e suas atualizações, já publicados no site do IADES.

Posts Relacionados

0 comentários:

Postar um comentário

Está com dividas? fale Conosco: contato@apostilasconcursosopcao.com.br